Rodoviários da UFF recebem salários e suspendem greve

A empresa Luso Brasileira pagou, nesta segunda-feira (8/4), os salários dos rodoviários terceirizados da Universidade Federal Fluminense (UFF), evitando, assim, a greve da categoria, marcada para esta terça-feira (9/4). O Sindicato dos Rodoviários de Niterói a Arraial do Cabo (Sintronac), no entanto, assumiu o compromisso, junto ao Ministério Público do Trabalho (MPT), em audiência realizada na sede do órgão, em Niterói, também nesta segunda-feira, acompanhar os desdobramentos da crise entre a companhia e a universidade, de modo a garantir os direitos trabalhistas dos motoristas de ônibus.

Rubens – sentado à esq. – alertou que o Sintronac continuará a acompanhar o processo na UFF

No dia 25 de abril, a Luso Brasileira não prestará mais o serviço de motorista de ônibus à UFF, conforme a empresa comunicou à administração da instituição de ensino em ofício datado de 25 de março. Consequentemente, 75 rodoviários serão demitidos e a data limite para o pagamento da multa rescisória, pela companhia, é 4 de maio.

O MPT deu um prazo de cinco dias úteis à UFF para que a universidade estude a viabilização da quitação dos débitos com a Luso Brasileira, de modo que a empresa possa indenizar os rodoviários demitidos.

“O Sintronac continuará acompanhando o desdobramento desse processo para garantir as indenizações dos rodoviários”, afirmou o presidente do sindicato, Rubens dos Santos Oliveira.