Rodoviários da UFF suspendem greve até segunda-feira

Os rodoviários, que prestam serviços à Universidade Federal Fluminense (UFF), decidiram, em assembleia na noite desta quarta-feira (3/4), suspender a greve da categoria até a próxima segunda-feira (8/4), último prazo legal para que a empresa Luso Brasileira efetue o pagamento dos salários referentes ao mês de março.

A greve estava marcada inicialmente para começar nesta quinta-feira (4/4), mas o Ministério Público do Trabalho (MPT) de Niterói recomendou aos trabalhadores que não paralisassem os serviços antes do quinto dia útil do mês, data limite para qualquer empresa cumprir com sua folha de pagamento. A mobilização é uma conseqüência de atrasos nos pagamentos e nos benefícios dos motoristas de ônibus contratados pela Luso Brasileira para prestar serviço à UFF.

“Se a greve ocorresse antes do quinto dia útil, poderia ser considerada abusiva pela Justiça do Trabalho”, explica Rubens dos Santos Oliveira, presidente do Sindicato dos Rodoviários de Niterói a Arraial do Cabo (Sintronac), onde foi realizada a assembleia.

O MPT enviará, ainda nesta semana, uma recomendação à UFF para a universidade pagar à Luso Brasileira os sete meses atrasados pela prestação dos serviços de motoristas de ônibus. A empresa já comunicou à instituição de ensino que suspenderá o contrato definitivamente no dia 25 de abril.

“Com a universidade pagando à empresa, a Luso Brasileira poderá colocar a folha de pagamento em dia e, em caso de demissões, indenizar os rodoviários”, conclui Rubens.